quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Começando e aprendendo

Para iniciar o blog fiquei dias pensando se de fato faria ou não e os porquês de se fazer ou não...

Sempre achei importante compartilhar informações, ainda num segmento com uma bibliografia tão escassa e de confiabilidade duvidosa!!! E então por que não???
Durante a minha formação como bailarina, sempre tive professores que me mostraram o quanto é importante compartilhar esses conhecimentos.
A minha experiência como professora me fez perceber o quanto o corpo é delicado, dependendo da forma que o movimento é executado ele pode ser prejudicado e se machucar...
Nós sabemos que a dança do ventre não tem codificação dos passos, e nem um método a ser seguido para formar bailarinas. O que informaliza ainda mais a técnica e presdispõe a uma má preparação de seus profissionais.
Após o buuum da dança do ventre (fenômeno da novela " O Clone"), muitas pessoas se interessaram pela dança, e iniciaram seus estudos. Puderam perceber que era também uma oportunidade de ganhar dinheiro... Pois a procura era muito maior do que o mercado podia oferecer. Muitas meninas se tornaram professoras, a meu ver de forma irresponsável, pois com 3, 4 meses de estudo já estavam lecionando... Complicado isso, hein?
Tenho para mim que o aprendizado da dança do ventre pode ser comparado ao mesmo processo do inicio da marcha. Quando começamos a andar, passamos por um processo de desenvolvimento motor que demora cerca de um ano. Passamos pelas fases de controle de cervical, controle de tronco (sentar), rolar, engatinhar, ficar de pé, andar com apoio, andar sem apoio.
O aprendizado da dança também é um processo de desenvolvimento motor, porém um processo mais demorado, pois iniciamos o aprendizado da dança após termos vários vícios de posturas, hiper ou hipomobilidades, fraquezas, musculaturas hiper ou hipo ativadas.
Além do tempo de prática, uma criança é em tempo integral estimulada... Nós, quanto tempo dispomos do nosso dia para a prática da dança???
Não adianta encarar como frustração não conseguir realizar hoje um movimento, nosso corpo precisa integrar a informação e assim realizar com perfeição. Principalmente quando não realizamos o movimento igual ao da professora, que pratica dança há anos.
 Falarei melhor disso mais tarde

2 comentários:

  1. Adorei os textos! Não pare de escrever neste blog, viu?!? =]

    ResponderExcluir
  2. Obrigada!!! Não pretendo parar não!!! rsrsrs
    bjs

    ResponderExcluir