sábado, 30 de julho de 2011

Coreografia - Mosaico




A história da coreografia da Cia. Flora Pitta é a seguinte:



Era outono, me lembro muito bem o dia em que meus pais ficaram doentes, eu tinha 5 anos. A peste se alastrava em todo Japão, em Shizuoka ninguém sabia o que estava acontecendo. As pessoas morriam em dias. De repente o exército invadiu a cidade trazendo medicamentos e cuidados aos doentes, mas já era tarde demais, meus pais não conseguiam mais levantar da cama. Minha irmã mais velha cuidava deles e de mim, passava o dia todo no quarto tentando controlar a febre que não cedia a custo algum.
Passaram 5 dias, o dinheiro que tínhamos acabou junto com a comida. Dois dias após, a doença e a fome foram mais fortes que as vidas dos meus pais.
Minha irmã não sabia como cuidar de mim e me vendeu a uma fazenda produtora de arroz. Permaneci lá até os meus 16 anos, quando me venderam para uma casa em Osaka onde só viviam mulheres belíssimas. Eu nunca em minha vida pude imaginar que as mulheres pudessem ter cor, eu só via mulheres em tons pastéis. Elas se enfeitavam, tinham um cheiro diferente, doce, suave...
Sakura era a mais bela, ela deslizava pelo chão, parecia doce como uma flor. Todos eram enfeitiçados por sua beleza, Mas seu olhar me assustava. Eu tinha medo só de pensar nela olhando para mim. Como podia uma mulher tão bela e tão assustadora. Mas era nítido o quanto todos a pageavam.
Midori era a mais velha, estava sempre de nariz torcido, ela também era bem bonita. Acho que ela era a única que não cedia aos encantos de Sakura. Fazia questão de estar sempre mais distante.
Patrícia, pouco mais velha que eu era a mais legal, quando ela estava longe das outras mulheres ela até conversava comigo. Mas quando alguém se aproximava, ela tratava logo de me dar uma ordem.
Eu ainda não sabia que a casa que eu agora morava era uma okiya e nem o que isso significava, quanto mais as mulheres que estavam lá eram gueixas, fui entendendo aos poucos, quando de noite elas se montavam mais belas do que podiam ser e saiam as risadas para uma noite de diversão e prazer.
Sempre que voltavam estavam alteradas, e sempre sempre me maltratavam. Eu odiava quando eu tinha que recebê-las na porta, era o momento que eu mais apanhava, parecia que elas faziam questão de me humilhar. Obviamente Sakura era a pior. Ainda mais agora, ouvi as empregadas dizendo que ela estava saindo com um homem muito poderoso de Tokyo, ela tava poderosa demais, achava que ele ia propor para sustentá-la.
Teve um dia que elas saíram cedo, ainda não havia escurecido. E quando eu fui acompanhá-las até a porta elas me maltrataram tanto que fiquei no chão chorando, não tinha forças para levantar. De repente, veio um homem muito bonito e muito elegante me acolher. Eu jamais imaginei que no mundo alguém poderia olhar pra mim, principalmente ali, jogada na esquina chorando.
Ele não poderia ser mais carinhoso, acolheu-me, me confortou e me mostrou que no mundo ainda existiam pessoas boas, quando ele se despediu, olhou no fundo dos meus olhos, olhou bem onde estávamos e não disse sequer uma palavra.... Será que nunca mais eu irei vê-lo??
Como eu poderia viver dali em diante sem nem saber o nome deste sublime homem??? Como eu queria sentir suas mãos no meu rosto novamente... eu faria qualquer coisa.


Mas como ?? Eu sendo uma pobre empregada??? Talvez se ele fosse cliente de uma das meninas... Mas não!!! Eu queria que ele fosse meu cliente!! Eu queria servi-lo, entretê-lo, eu queria que ele fosse meu!!! Essa esperança de vê-lo novamente era o que mais me dava forças para voltar para o inferno da minha vida. Nossa, como eu queria ser como elas, como eu queria me tornar uma gueixa para poder sair e procurá-lo.
De certo que ele deve ser alguém muito importante, eu nunca vi um homem tão bem vestido com mãos tão macias como a dele.
Algo aconteceu, de repente todas as gueixas passaram a me tratar muito bem, elas começaram a me ensinar tudo o que sabiam de dança, de servir, comportamento, tudo.
Eu estava então me tornando como elas..... Será que ele vai me ver assim???
No dia que eu me tornei uma gueixa de verdade, ele me encontrou!!!! E então nos amamos como eu nunca imaginei que existisse um amor, decidimos ficar juntos pela eternidade.
No brinde da nossa união, me senti sufocada, o ar não passava pelos meus pulmões, eu tentava puxar o ar incessantemente, e nada acontecia... fui ficando mole, perdendo o controle do meu corpo, minha visão, tudo foi ficando escuro e a única imagem que eu tenho são da profundidade de seus olhos apaixonados para mim.
Hoje, eu sei. O Poderoso homem que a Sakura estava entretendo era ele, o Yucatana. O grande amor da minha vida. No dia do meu casamento, ela não suportou o fato de existir um amor tão grande que ela jamais viverá.
 Então, ela envenenou minha bebida, e o momento mais feliz da minha vida!!!!






Elenco: Flora Pitta, Faell Rabelo, Paula Trigueiro, Lia Takata e Yuko Okayama

4 comentários:

  1. :) ADOREI!!! Parabéns pelo lindíssimo trabalho!!!

    ResponderExcluir
  2. Acabei de assistir o vídeo...fiquei extasiada!!!Maravilhoso espetáculo! Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  3. Obrigada, meninasss!!! Fico muito feliz que tenham gostado!!!

    ResponderExcluir